terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Cinco anos na universidade. Sabem menos que crianças de cinco anos.


Por Mário Júnior*


Era o grupo mais revolucionário do movimento estudantil. Contra os governos. Contra os partidos. Contra a repressão. Contra o neoliberalismo. Contra o capital. Só não era contra si próprio.

Sentiam-se como o mais coerente dos grupos políticos organizados. Os únicos que não se vendiam por nada e que saiam coerentes de toda e qualquer situação. Os únicos verdadeiramente vermelhos e combativos. Todos os outros possuem máculas, exceto eles. Só eles são virgens!

Eleição para o DCE-Ufal? Se tiver partido político na chapa eles não participam, é uma “aliança eleitoreira” e revolucionários-radicais-e-vermelhos não se vendem ao parlamentarismo burguês!

Por isso, os revolucionários abandonaram a chapa: para não macular sua coerência suprema. E quem quis entrar na chapa? Esses sofrem de um crônico “reducionismo teórico”, passaram a enxergar que “a crise da humanidade é uma crise de direção”, não são revolucionários o suficiente para formar frente com eles!

Pois bem. Os revolucionários de verdade são assim: como nômades, trilham solitários o caminho da pureza. Isso faz bem para o ego. Dá pra afirmar numa discussão de barzinho: “eu fui o único que resistiu e minha camisa vermelha é mais vermelha do que a sua!”

Mas não dá pra esquecer que, na prática, enquanto um grupo de “eleitoreiros” acordavam às 5 horas da manhã para evitar um golpe do PcdoB que inviabilizasse as eleições de um DCE que não possuía gestão fazia mais de um ano; os revolucionários-radicais-e-vermelhos dormiam em suas casas, com seus pijaminhas vermelhos, cobertos com seus lençóis vermelhos e abraçados aos seus bakunins de pelúcia vermelhos.

Isso porque quem tem que organizar uma entidade ou um Congresso Nacional de Estudantes está sendo guiado por um “reducionismo teórico”. A saída não está nesse tipo de prática, mas sim no mar. O mundo não é feito por 2/3 de água sem motivo.

Organizemos os pescadores para dominar os sete mares, encontrar Atlântida e fazer dela a capital do comunismo!


2 comentários:

Jorge lucas disse...

Eu em um DVD do Bob Esponja que Atântida exite sim, lá eles são bem desenvolvidos, um amigo meu espírita falou até que eles são mais elevados espiritualmente, que vieram aqui pra ajudar a gente a evoluir (Y).

Mário Júnior disse...

Viva o Bob Esponja! Chegou lá antes do anarco-comunismo-alagoano!

Tá ligado que se você vira a esquerda três vezes e segue em frente você chega na direita? Foi o que fizeram...

Eles torcem pro CRB porque o uniforme do time é vermelho. Assistem Reds porque o nome do filme traduzido é Vermelhos. Não gostam de mostarda porque vermelho só o catchup...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...