segunda-feira, 13 de junho de 2011

Fim do mundo.

O primeiro "fim do mundo" que presenciei foi antes da virada do milênio, numa sexta-feira onde a União dos Estudantes Secundaristas de Alagoas  - UESA estava em Santana entregando os lotes de carteirinhas estudantis, tão importante na compra de ingressos pelo meio preço!

Como de práxis, nessa sexta haveria na AABB um show com o forró estilizado "Raio da Silibrina" que  (uma homenagem mal feita ao trupizupi) tocaria pela primeira vez na cidade, não consegui compreender a razão para o nome da banda ser esse até que começou um alvoroço geral na praça principal.

Por volta das 21 horas todo mundo começou a olhar pro céu e apontar algo rapidamente se movimentando por todas as direções, ora baixo ora alto, e o povo comentando alto:

- Viji minha nossa senhora, bem que o padre falou que esse negoço de vida caba logo.
- Tá vendo alí? Vai vim em cima da gente. Só pode ser um disco voador.
- Vai nada, aquilo ta voando pro outro lado, se for pra matar o mundo acho que eles devem começar lá na China, ô povinho pra vender coisa que não presta viu.
- Tu vai pro show ainda? Vou mais não, minha mãe ligou falando pra ir pra casa, parece que o mundo vai se acabar, saiu na rádio.

Meia hora depois, após conseguir pegar a carteirinha de estudante e comprar ingresso pro show a preço baratinho, já que ninguém queria passar o fim do mundo no forró, descobri empiricamente do que se tratava o "mala assombro". A banda se chamava Raio da Silibrina também (homenagem ao cantador trupizupi) por ser uma das pioneira no uso de equipamentos de luz, um deles era um novo tipo de canhão de luz que projetava numa longa distância. Nesse dia o mundo não acabou, os chineses continuaram vivos e o repórter da rádio local foi despedido.

1 comentários:

Mário Júnior disse...

Se o povo assistisse mais ao Batman, veria que o comissário Gordon usa um canhão desses apontado para o céu quando quer chamar o homem morcego...

Recentemente o mundo quase acabou de novo, deu trends no twitter e tudo. Se tivesse acabado, eu nem faria questão. Já me sinto no lucro.

Boas, Preá!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...