quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Assim que começa.


Um ano aí tive a péssima ideia de passar o carnaval em Maragogi, cidade turística no litoral norte do estado. Fiquei dormindo na casa da tia de um amigo meu, a qual além da hospedagem deu algumas camisas de um bloco patrocinado pelo prefeito que iria sair na noite seguinte (bloco madeira de lei).

De graça e vindo da dona da casa não tinha como negar, no dia seguinte saímos com as camisas em pleno sábado chuvoso atrás do trio,  eis que o trio anda menos de 100 metros e pifa no meio da rua, a chuva começa a apertar e os integrantes da banda de axé abandonam o trio tirando os instrumentos da chuva:

- Fudeu!

Pensei eu, que estava logo atrás do trio, triste por voltar mais cedo pra casa resolvemos cantar  e batucar na traseira do trio elétrico pra ver se animava a alma, começamos inocentemente com Adoniram Barbosa:

" Não posso ficar nem mais um minuto com você..... sinto muito amor mais não pode ser.... moro em Jaçanã... se eu perder esse trem.... que sai agora as onze horas.... só amanhã de manhã.... e além disso mulher tem outras coisas.... minha mãe não dorme enquanto eu não chegar.... sou filho único.... tenho minha casa pra morar... não posso ficar..."


O pior foi que as pessoas aderiram, o que o álcool não faz. Pra continuar a animação a segunda música era uma marchinha de carnaval e gerou consequências inimagináveis:


" Doutor... eu não me engano... meu coração é Corinthiano... doutor.... eu não me engano... meu coração é corinthiano... eu não sabia mas o que fazer..."


Maragogi fica próximo a divisa de Pernambuco e o carnaval é repleto de pessoas das cidades pernambucanas. Um grupo de torcedores do Sport de Recife não contente com a música decidem rachar e cantam o grito do Sport:

"Cazá! Cazá! Cazá, cazá, cazá!
A turma é mesmo boa!
É mesmo da fuzarca!
Sport! Sport! Sport!"

Começou o problema, chateados com o grito de um time pernambucano em terras caités uma galera do CSA e do CRB começa a entoar e a chegar junto, é o início da bagaceira:


" Ei Sport, vá tomar no cú!!"

E houve resposta:

"Ei CRB, deixe de perder!!!"


"Ei CSA, nunca vai ganhar!!!"


Formou-se dois blocos, um agregando o pessoal de PE e outro com o pessoal de AL. Empurra empurra pra cá, palavrões pra lá, chutes nas poças d'agua pra molhar os torcedores rivais, ameaças e tudo que tinha direito. Me sai na malícia, a peste é quem fica.

E o que começou com Demônios da Garoa terminou com o capeta no coro.




0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...